quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Crioôôlo! Sou Brasileiro!

Sotaque paulista, do tipo: É nóis mano!
Uma voz inconfundível.
Composições da realidade da favela.
É rap, hip hop, soul, samba, Brasil!

Esse é Criolo. Multi-talentoso. 23 anos dedicados a carreira de MC. Ele é um dos principais nomes do VMB 2011.




Não só pelas indicações, mas pelo fato de Criolo ter lançado seu primeiro CD totalmente autoral, 2011 é o ano para o paulistano.

Nó na orelha vem recheado de brasilidade e do cotidiano de quem nasceu e foi criado no Grajaú.
Tenho orgulho de ter o som do cara no mp3, porque é o tipo de ritmo que não enjoa, não é grudenta, mas é a narração da vida de alguém.



Nas indicações do VMB 2011, Criolo lidera nas seguintes categorias:
Melhor Disco "Nó Na Orelha"
Melhor Música "Não Existe Amor em SP"
Revelação "Criolo"
Clipe do Ano "Subirudoistiozin"
Artista do Ano "Criolo"


Dá um confere no site do cara: Aqui! lá, tem o link pra download do cd e mais um monte de coisa legal.




Beijos e Bom Café.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Meliante


Meliante

"Você não sabe o que levei de sua mão. Só saberá quando lhe faltarem os versos reversos inversos escritos em contradição. Quando em plena prosa as palavras parecerem presas e não puder mais manter as portas abertas, os olhos fechados, as mãos postas, o sonho escondido debaixo da mesa. Quando todas as vezes que me vir lhe faltar o adeus.



Quando em pleno discurso erguer os dedos e perceber que deles só não levei os seus medos, porque dedos e medos já me bastam os meus. E se prestar um pouco de atenção perceberá tua sorte por eu não ter levado o toque da sua mão, apesar de tentar, discretamente, tirar da sua palma o eme e escrever com ele seu nome numa canção.



Você não sabe o que ficou em minha mão."


Por Kelly Elizeu

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Mostra de documentários.



Hoje é pra divulgar.
Sábado, dia 27 de agosto, no cine Shopping Cachoeiro, lançamento dos documentários produzidos em Cachoeiro sobre o folclore e a cultura negra.



Vale a pena ir para conhecer e aprender a respeitar.

Aqui você assiste dois teasers dos materiais: http://www.youtube.com/watch?v=g9mHmFxL4Dk&feature=related


Beijo e bom café.



video

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Talento é pra quem tem.

Talento é pra quem tem.
Quando o talento é demais você não tem como
segurar, uma hora ele vai vazar e explodir e ser um sucesso.

Com a DIVA e, essa sim merece o título, foi assim.

Etta James, nascem em 1928, nos EUA. Pai não conheceu, mas desconfiava que era branco. A mãe, uma adolescente de 14 anos, deixou a criança para ser cuidada por um casal,
dono de uma pensão, e foi viver a vida, por assim dizer.

Etta, frequentava o coral da Igreja Batista do bairro, e lá, foi treinada a cantar.
A voz da menina atraía várias pessoas para a igreja, que queriam saber quem era a criança de apenas 6 anos. A fama de Etta James começou a despertar a ganância de Mama Lu, o então cuidador da menina que começou a cobrar pelas apresentações.

Em casa, nas noites em que Mama Lu ia jogar poker com os amigos, ele acordava a menina na alta madrugada para cantar para os convidados, o despertar era aos gritos e surras, o que fazia com Etta ganhasse o trauma de não conseguir se apresentar sob pressão.

A mãe de Etta, quando soube das ameaças, volta e busca a filha já adolescente e em 1950, mudam-se para São Francisco, onde montam o grupo Peaches com Johny Otis. O sucesso é certo. E o trio ficou no topo das paradas de sucesso e entre as 100 melhores músicas da nação. E Etta é convidada por Little Richards para participar com ele em suas turnês.

Etta James é uma cantora incrível, dona de um contralto poderosíssimo, passou pelo R&B, Blues, Rock, Gospel, Pop, Soul e Jazz.

Já foi backing vocal de Chuck Barry, teve o mesmo produtor que Janis Joplin, nos anos 80 fez várias turnês com os Rolling Stones, ganhou vários prêmios e sempre que lançava um single ou disco, dominava as paradas de sucesso. Está na lista das 100 melhores músicas e discos do mundo da Revista Rolling Stone.

Como os principais nomes do cenário musical mundial, Etta também teve sua passagem no mundo das drogas, o que a impedia de fazer mais sucesso. Viciada em Heroína, Etta vivia nas clínicas de reabilitação e na polícia. Ela conta em sua autobiografia que esse período foi necessário para se reconhecer e a perceber que estava destruindo a si mesma.

O principal álbum é At Last (download aqui).

Etta hoje está internada com suspeita de leucemia, mas é respeitada pelos grandes nomes do cenário da música POP atual. A cantora Adele, tem Etta James, como sua principal referência para cantar.

Mais download: aqui e aqui.
48 vídeos legais: http://www.youtube.com/playlist?list=PL65F549A0950A07F6
bom café.



domingo, 21 de agosto de 2011

Nuvem Negra - Kelly Elizeu


Nuvem Negra


Eu sempre tropeço nesse meu retrocesso procurando você.

Te encontro nas flores, no vento, no mar e na chuva,

no aroma, nas cores e sabores, em cada esquina, em cada curva.

Mas se te encontro não me acho,

porque somos o real e o imaginário,

o absoluto e o abstrato.

Você é apenas uma imagem que captei e guardei num retrato

que de colorido só tem o céu.

Fotografia de má qualidade que está se apagando e

em breve só restará o papel.

Você é nuvem negra que choveu em mim.

Tempestade que não passa.

Esperança que acaba, sentimento ruim.

Arrependimento molhado que transborda,

entorna e escorre pelo chão.

Tudo por causa dessa sua maldita mania

de despedaçar meu coração.


Por Kelly Elizeu

http://www.facebook.com/profile.php?id=100000293959585

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Sozinho ou Junto. Quem é bom é bom.


Quem é bom no que faz, não depende de estar em um grupo ou sozinho. Vai ser bom e pronto.
Falando em música, temos vários exemplos assim, gente que tocava com a família, mas tinha trabalhos paralelos, uma banda em que todo mundo tem um cd solo de ótima qualidade.

Aqui no Brasil a gente tem, Fernanda Takai, Paula Toller, Nina Becker, Thalma de Freitas e mais um monte.

A dica de hoje, fica e com muito respeito pelo trabalho, com o Titã, Sérgio Britto.

Não precisamos falar aqui da qualidade do moço, que para quem gosta dos Titãs, sabe do talento do cara.

Apesar de continuar na linha das músicas dos Titãs, as letras estão carregadas de uma sensibilidade e de uma certa particularidade da personalidade do bonito.
Contam um cotidiano, desejo e íntimo que fazem você viajar no seu próprio dia-a-dia.

No blog dele, encontramos mais um pedaço do cara e que, para uma leiga como eu, que não acompanha o trabalho dos Titãs (apesar de gostar muito) e não tem muita "intimidade" com cada um deles, o blog é um prato bem servido de coisa boa. Desde vídeo clipes produzido pelo próprio Sérgio, até dicas do que ele gosta e quer compartilhar.

A música que me fez despertar para o trabalho solo dele foi "Pra Te Alcançar", uma música tão triste e linda, leve e pura que me fez parar pra prestar atenção no que ele produz.

Então, a dica de hoje é, Sérgio Britto - SP55.
Bom Café.







quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Música de Menina


Meus amigos do rock’ in roll quando escutam certas músicas logo soltam a seguinte frase: "Ah, isso é música de menina!" E não escutam.

Mas eu, como menina e como apreciadora da boa música confesso que não resisto a esses sons “femininos”. Mas o fato, é que música boa, não tem sexo. Rs.

E o achado dessa semana foi Sara Bareilles, uma americana doce e de música cor retrô.

Pianista, compositora e dona daquelas músicas para colocar no mp3, fazer uma caminhada feliz e contente, pensando na vida.

Ela já lançou 4 cd’s e neste ano saiu o mais recente trabalho Live From Soho.

As músicas falam de amor, às vezes declarado, às vezes escondidos em histórias que me lembraram O Pequeno Príncipe.

Os clipes, de uma direção de fotografia e genialidade inexplicáveis, divertidos e um tanto quanto estranhos.

Site Oficial: http://www.sarabmusic.com/us/home

Link para download: http://www.4shared.com/file/lVphhR0W/Sara_Bareilles_-_Little_Voice_.htm



video

então, um ótimo café.